Oct

05

Arrebenta a bolha…

by Cláudia Gonçalves

Londres tem sido um misto de emoções muito fortes, coisas que eu nem sequer me apercebo, nem tenho a noção do quanto me afectam…

Então em termos físicos tornou-se muito evidente, devo ter ganho alguns três quartos quilos nestes quase cinco meses…Só tenho dois pares de calças de ganga que me sirvam…enfim…A batalha para me sentir bem começou a sério agora e felizmente tenho visto resultados e sinto-me muito melhor…

Posso parecer demasiado arrogante ao afirmar que só uma pessoa que fez o mesmo que…pegar nas trouxas e partir consegue compreender o que sinto nestes últimos meses, o turbilhão de coisas boas e más que passam todos os dias…

É sem sombra de dúvida cansativo…Este fim de semana foi um dos maiores e melhores exemplos do que afirmo. Teve tanto de mau como de bom…Passei momentos maravilhosos com os meus amigos…E tive noticias mas, atitudes menos boas durante o fim de semana…Tanta emoção tinha que acabar em choro duas vezes.

Um choro confuso, de tristeza, saudade, ansiedade, felicidade pelas benções que me são oferecidas aqui, estúpida angústia por me sentir as vezes não merecedora dos amigos que tenho aqui e aí, estúpida angústia por achar que tenho que estar a altura. Alegria por pensar que afinal sou merecedora de tanto amor e gestos carinhosos…

Na verdade neste momento não sei bem que pessoa sou para receber tanta amizade e alegria…Vinda de todos os lados… Sinto que ainda não sou a pessoa que sou na verdade, a minha essência ainda não está a ser explorada e não sei que mecanismo arranjar para conseguir lá chegar…

Sinto que tenho tanto para dar ao mundo, sinto que o mundo me quer receber mas há um muro que por mais que eu empurre não se mexe.

Sinto que mereço mais sorte, mereço muito mais de todos os lados/áreas da minha vida mas depois quando olho à minha volta fico grata por todas as benções que tenho diariamente…

Sinto que estou mais próxima daquela coisa chamada vida e estou a largar os passos da sobrevivência…Mas é duro…Demasiado choques de emoções, muita pressão, muita coisa para aprender, assimilar…Sei lá…

Sinto-me um pequeno berlinde, duro, que anda a bater nas paredes de um lado para o outro sem parar…Às vezes queria gritar…ARREBENTA A BOLHA…Mas sei que não é esse o caminho…

Andei a fazer isso nos últimos dois anos da minha vida e arrependi-me…Perdi coisas que agora me fazem muita falta e prejudiquei-me por isso…

Agora não quero arrebentar a bolha…Quero o que o Mundo tem de melhor para me oferecer…

Leave a Reply