Jul

08

A casa mais multicultural de Islington

by Cláudia Gonçalves

Ontem o borough of Islington conheceu o verdadeiro potencial da sua casa mais multicultural. A grande Viviane combinou um jantar onde cada um tinha que trazer uma coisa típica do seu país. Hum estão a ver no que deu, não estão????

Ratatouille a meu pedido feito pelas meninas francesas, gem squash um prato típico da África do Sul e depois o belo frango assado com arroz malandrinho de Portugal. A AIfa coitada não se fez participar no jantar porque o piercing da orelha dela infectou de tal maneira que neste momento temos uma housemate com duas cabeças, dai nada irlandês.

As amigas da Viviane trouxeram queijinho francês e baguettes, vinho, o Mirco, amigo italiano trouxe um prato com um nome próximo a ‘parmeggiano’ e nós trouxemos uma surpresa que resultou num sucesso: o BELO DO PASTEL DE NATA!!!!

Veja-se o prato:

Portanto, recapitulando, nós os seis cá de casa, Baptiste, Dave, Ricardo, Viviane, eu e o Jon que não trouxe nada a não ser um pacote de bolachas porque passou três dias

em Silverstone no Grande Prémio na sala VIP portanto foi trabalhar com um escaldão e meio morto, logo, ficou perdoado.

Mais a Chloé, que está cá por uns dias, a Sandra (francesa que mora atrás do sol posto), mais uma amiga francesa que não me recordo do nome que fala espanhol, o namorado austríaco, o Mirco vindo de Itália, a Lloraine vinda do sul da França. Doze pessoas nesta cozinha a comer comida internacional, criámos um prato saudável apenas com a sobremesa a destoar.

Foi muito giro, apenas me deixou com água na boca porque me fez lembrar os nossos jantares e cafezadas em casa do David…Descobri que jantar em casa de amigos é internacional, não há nada de diferente em reunir 12 pessoas de Portugal como reunir 12 pessoas de várias nacionalidades. Toda a gente ri, bebe e se diverte, é dificil sentá-los todos ao mesmo tempo na mesa e toda a gente foge na hora de lavar a loiça. Não por acaso este pormenor não aconteceu … á meia noite estava tudo arranjado.

Adorei, mas depois fez-me perceber que estou cheia de saudades vossas, que me fazem falta, que queria partilhar estes momentos convosco.

Leave a Reply